A ABSURDA negação dos protestantes para a Santidade do ser humano

1) Os protestantes creem somente no que está na Bíblia;

2) Os protestantes não creem que o ser humano possa chegar à Santidade.

Ora, essas duas premissas são ABSOLUTAMENTE INCOMPATÍVEIS entre si. Se não, vejamos:

“O Senhor disse a Moisés: ‘Dirás a toda a assembleia de Israel o seguinte: sede SANTOS, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou SANTO.'”

(Levítico 19, 1-2)

“Não sabeis que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de Deus é SAGRADO – e isto sois VÓS.”

(Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 3, 16-17)

“Portanto, sede PERFEITOS, assim como vosso Pai celeste é PERFEITO.”

(Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus 5, 48)

Lutero sentenciou que o pecado original havido destruído a natureza humana. Então, partindo desse princípio, não seria possível uma pessoa se santificar. Acontece que o pecado original – o que não é pouca coisa, diga-se – “apenas” feriu a natureza humana, fazendo o homem TENDENTE ao mal. CONTUDO, esse mesmo homem sempre buscou conhecer Deus.

Se o próprio Deus, nas Sagradas Escrituras – nas quais os protestantes dizem acreditar -, ordena aos homens para que trilhem o caminho da santidade, vê-se, portanto, que NÃO É uma via impossível. Afinal, o próprio Deus capacita aqueles a quem chama a cumprir os Seus Santos Mandamentos.

E mesmo que – por um ABSURDO INCONCEBÍVEL – o mal tivesse todo esse poder para destruir a obra de Deus, Nosso Senhor É suficientemente Poderoso para restaurar a Sua Criação, “porque a Deus NENHUMA COISA é impossível.” (São Lucas 1, 37)

A absurdidade da crença de que o ser humano não pode alcançar a santidade é fruto da “livre interpretação” das Escrituras. Ora, livre significa……livre! A Bíblia Sagrada diz CLARAMENTE UMA COISA, mas o “livre interpretador” lê O EXTREMO OPOSTO.

Essa é a contradição INERENTE ao protestantismo!

Série…”Catecismo da Igreja Católica”: Céu, Purgatório e inferno.

CÉU

§1024 Essa vida perfeita com a Santíssima Trindade, essa comunhão de vida e de amor com ela, com a Virgem Maria, os anjos e todos os bem-aventurados, é denominada “o Céu”. O Céu é o fim último e a realização das aspirações mais profundas do homem, o estado de felicidade suprema e definitiva.

§1025 Viver no Céu é “viver com Cristo”. Os eleitos vivem “nele”, mas lá conservam – ou melhor, lá encontram – sua verdadeira identidade, seu próprio nome.

“Vita est enim esse cum Christo; ideo ubi Christus, ibi vita, ibi regnum – Vida é, de fato, estar com Cristo; aí onde está Cristo, aí está a Vida, aí está o Reino”.

§2802 “Que estais nos céus” não designa um lugar, mas a majestade de Deus e sua presença no coração dos justos. O céu, a Casa do Pai, constitui a verdadeira pátria para onde nos dirigimos e à qual já pertencemos.

PURGATÓRIO

§1030 Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu.

§1031 A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados. A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório sobretudo no Concílio de Florença e de Trento. Fazendo referência a certos textos da Escritura, a tradição da Igreja fala de um fogo purificador:

No que concerne a certas faltas leves, deve-se crer que existe antes do juízo um fogo purificador, segundo o que afirma aquele que é a Verdade, dizendo, que, se alguém tiver pronunciado uma blasfêmia contra o Espírito Santo, não lhe será perdoada nem presente século nem no século futuro (Mt 12,32). Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas no século presente, ao passo que outras, no século futuro.

§1032 Este ensinamento apoia-se também na prática da oração pelos defuntos, da qual já a Sagrada Escritura fala: “Eis por que ele [Judas Macabeu) mandou oferecer esse sacrifício expiatório pelos que haviam morrido, a fim de que fossem absolvidos de seu pecado” (2Mc 12,46). Desde os primeiros tempos a Igreja honrou a memória dos defuntos e ofereceu sufrágios em seu favor, em especial o sacrifício eucarístico, a fim de que, purificados, eles possam chegar à visão beatífica de Deus. A Igreja recomenda também as esmolas, as indulgências e as obras de penitência em favor dos defuntos:

Levemo-lhes socorro e celebremos sua memória. Se os filhos de Jó foram purificados pelo sacrifício de seu pai, que deveríamos duvidar de que nossas oferendas em favor dos mortos lhes levem alguma consolação? Não hesitemos em socorrer os que partiram e em oferecer nossas orações por eles.

§1472 AS PENAS DO PECADO Para compreender esta doutrina e esta prática da Igreja, é preciso admitir que o pecado tem uma dupla conseqüência. O pecado grave priva-nos da comunhão com Deus e, consequentemente, nos toma incapazes da vida eterna; esta privação se chama “pena eterna” do pecado. Por outro lado, todo pecado, mesmo venial, acarreta um apego prejudicial às criaturas que exige purificação, quer aqui na terra, quer depois da morte, no estado chamado “purgatório”. Esta purificação liberta da chamada “pena temporal” do pecado. Essas duas penas não devem ser concebidas como uma espécie de vingança infligida por Deus do exterior, mas, antes, como uma conseqüência da própria natureza do pecado. Uma conversão que procede de uma ardente caridade pode chegar à total purificação do pecador, de tal modo que não haja mais nenhuma pena.

Inferno

§1033 Não podemos estar unidos a Deus se não fizermos livremente a opção de amá-lo. Mas não podemos amar a Deus se pecamos gravemente contra Ele, contra nosso próximo ou contra nós mesmos: “Aquele que não ama permanece na morte. Todo aquele que odeia seu irmão é homicida; e sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele” (1 Jo 3,14-15). Nosso Senhor adverte-nos de que seremos separados dele se deixarmos de ir ao encontro das necessidades graves dos pobres e dos pequenos que são seus irmãos morrer em pecado mortal sem ter-se arrependido dele e sem acolher o amor misericordioso de Deus significa ficar separado do Todo-Poderoso para sempre, por nossa própria opção livre. E é este estado de auto-exclusão definitiva da comunhão com Deus e com os bem-aventurados que se designa com a palavra “inferno”.

§1034 Jesus fala muitas vezes da “Geena”, do “fogo que não se apaga”, reservado aos que recusam até o fim de sua vida crer e converter-se, e no qual se pode perder ao mesmo tempo a alma e o corpo. Jesus anuncia em termos graves que “enviar seus anjos, e eles erradicarão de seu Reino todos os escândalos e os que praticam a iniquidade, e os lançarão na fornalha ardente” (Mt 13,41-42), e que pronunciar a condenação: “Afastai-vos de mim malditos, para o fogo eterno!” (Mt 25,41).

§1036 As afirmações da Sagrada Escritura e os ensinamentos da Igreja acerca do Inferno são um chamado à responsabilidade com a qual o homem deve usar de sua liberdade em vista de seu destino eterno. Constituem também um apelo insistente à conversão: “Entrai pela porta estreita, porque largo e espaçoso é o caminho que conduz à perdição. E muitos são os que entram por ele. Estreita, porém, é a porta e apertado o caminho que conduz à vida. E poucos são os que o encontram” (Mt 7,13-14): Como desconhecemos o dia e a hora, conforme a advertência do Senhor, vigiemos constantemente para que, terminado o único curso de nossa vida terrestre, possamos entrar com ele para as bodas e mereçamos ser contados entre os benditos, e não sejamos, como servos maus e preguiçosos, obrigados a ir para o fogo eterno, para as trevas exteriores, onde haverá choro e ranger de dentes.

§1037 Deus não predestina ninguém para o Inferno; para isso é preciso uma aversão voluntária a Deus (um pecado mortal) e persistir nela até o fim. Na Liturgia Eucarística e nas orações cotidianas de seus fiéis, a Igreja implora a misericórdia de Deus, que quer “que ninguém se perca, mas que todos venham a converter-se” (2Pd 3,9): Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda de vossos servos e de toda a vossa família; dai-nos sempre a vossa paz, livrai-nos da condenação e acolhei-nos entre os vossos eleitos.

§1861 O pecado mortal é uma possibilidade radical da liberdade humana, como o próprio amor. Acarreta a perda da caridade e a privação da graça santificante, isto é, do estado de graça. Se este estado não for recuperado mediante o arrependimento e o perdão de Deus, causa a exclusão do Reino de Cristo e a morte eterna no inferno, já que nossa liberdade tem o poder de fazer opções para sempre, sem regresso. No entanto, mesmo podendo julgar que um ato é em si falta grave, devemos confiar o julgamento sobre as pessoas à justiça e à misericórdia de Deus.

FONTE: Catecismo da Igreja Católica (CÉU, PURGATÓRIO e inferno)

Agradecimento: Graça de um emprego

z-agradecimento

Hoje foi o meu primeiro dia como professor universitário, na Unichristus. A materialização das minhas súplicas a Deus por um emprego. Após muitas orações, eis que a Graça foi concedida!

Muitíssimo obrigado, meu Divino Pai Eterno! Muito obrigado, minha Nossa Senhora das Graças, São José (Padroeiro dos trabalhadores), Santa Luzia (minha Santa Padroeira), São Judas Tadeu (o Santo das Causas Urgentes), meu Santo Anjo da Guarda e todos os Santos e Anjos!

Espero, a partir de agora e SEMPRE, com a Graça de Deus, corresponder a tão grande favor do nosso Bom Pai ALTÍSSIMO!

Amém! Amém! Amém!

#Deus # #Graça #Testemunho #Emprego #Oração #Professor#Universidade #Amém

Belíssima Reflexão Para o Seu Fim de Semana!

DIVULGANDO:

Espere o Barro Secar

Certa vez uma menina ganhou um brinquedo no dia do seu aniversário.

Na manhã seguinte, uma amiguinha foi até sua casa para fazer-lhe companhia e brincar. Mas a menina não podia ficar com a amiga, pois tinha que sair com a mãe. A amiga pediu que a menina a deixasse ficar brincando com seu brinquedo novo até que ela voltasse.

Ela não gostou muito da ideia, mas por insistência da mãe, acabou concordando. Quando retornou para casa, a amiguinha já não estava lá e tinha deixado o brinquedo fora da caixa, todo espalhado e quebrado. Ela ficou muito brava e queria ir até à casa da amiga para brigar no mesmo instante. Mas a mãe ponderou:

– Você se lembra daquela vez que um carro jogou lama no seu sapato?

– Ao chegar em casa você queria limpar imediatamente aquela sujeira, mas sua avó não deixou.

-Ela falou que você deveria primeiro deixar o barro secar. Depois, ficaria mais fácil limpar…

E prosseguiu dizendo:

– Com a raiva é a mesma coisa.

– Deixe a raiva secar primeiro, depois ficará bem mais fácil resolver tudo.

Mais tarde, a campainha tocou.

Era a amiga trazendo um brinquedo novo…

Disse que não tinha sido culpa dela, e sim de um menino invejoso que, por maldade, havia quebrado o brinquedo quando ela brincava com ele no jardim.

E a menina respondeu:

– Não faz mal, minha raiva já secou!

Moral da História:

Discussões no dia a dia, nos relacionamentos e no trabalho podem levar as pessoas a ter sentimentos de raiva.

Segure seus ímpetos, deixe o barro secar para somente depois limpá-lo.

Assim você não corre o risco de cometer injustiças.

Deus Abençoe a todos.

Gostei muito e quis dividir com vocês.

O Poder da Santa Missa

Belíssimo! Divulgando! Aprendamos e pratiquemos, com as Graças e Bênçãos de Deus!

Amém.

***********

O poder da Santa Missa

📖🕯Na hora da morte, teu maior consolo será as Missas que durante tua vida ouvistes.

📖🕯Cada Missa que ouvistes te acompanhará ao Tribunal Divino e advogará para que alcances o perdão.

📖🕯Com cada Missa podes diminuir o castigo temporal que devas pelos teus pecados, em proporção com o FERVOR que a ouças.

📖🕯Com a participação devota a Santa Missa rendes a maior homenagem a Humanidade Santíssima de Nosso Senhor. A Santa Missa bem ouvida supre tuas maiores negligências e omissões .

📖🕯Pela Santa Missa bem ouvida se perdoam todos os teus pecados veniais que estás decidido a evitar, e muitos outros de que nem sequer te lembras. Por ela também o demônio perde o domínio sobre ti.

📖🕯Ainda ofereces maior consolo para as almas benditas do Purgatorio.

📖🕯Uma Missa ouvida em quanto vives te trará muito mais proveito do que muitas que ofereçam por ti depois de tua morte .

📖🕯Cada missa assistida por você, vale mais do que mil missas oferecida em sua intenção.

📖🕯Te libertas de muitos perigos e desgraças nas quais possivelmente cairias se não fosse pela Santa Missa.

📖🕯Lembra-te também de que com ela reduzes teu purgatório.

📖🕯Com cada Missa aumentas teu grau de gloria no Céu. Nela recebes a benção do Sacerdote, que Deus ratifica no céu.

📖🕯Durante a Missa te ajoelhas em meio a uma multidão de anjos que assistem invisivelmente ao Santo Sacrifício com suma reverência .

📖🕯Consegues benções em teus negocios e assuntos temporais.

📖🕯Quando ouvimos Missa em honra de algum Santo Particular, dando graças a Deus pelos favores pedidos a este Santo ganhamos a sua proteção e especial amor, pela alegria e felicidade de que suas obras seguem.

📖🕯Todos os dias que ouvimos Missa, alem das outras intenções, devemos honrar ao Santo do dia.

IMPRIMATUR:
JUAN J. CLENNON
Arcebispo de St. Louis

Que circule entre católicos por favor

#Deus #JesusCristo #EspíritoSanto #SantíssimaTrindade #TrindadeSanta #Fé #Graça #Salvação #Sacrifício #SantoSacrifícioDaMissa #SantoSacrifício #SantaMissa #Missa #SantaIgrejaCatólica #SantaIgreja #IgrejaCatólica #Catolicismo #Religião

CARIDADE: Vamos Ajudar Maria Vitória!!!!!

URGENTE!!!!!! DIVULGANDO!!! Vamos divulgar também!!!!! Vamos ajudar!!!!!!

LOCAL: Instituto Peter Pan – Fortaleza/CE

Deus recompense com o CÊNTUPLO!!!!

Amém.

z-divulgar

#Deus #Fé #Caridade #Ajuda #Doação #Doar #Sangue #Plaquetas #DoarSangue #DoarPlaquetas #DoaçãoDeSangue #DoaçãoDePlaquestas #Fortaleza #Ceará #InstitutoPeterPan #SangueO+ #O+ #OPositivo